4 de agosto de 2017 às 07h47min - Por Mário Flávio


Para encontrar soluções para crise hídrica enfrentada pelo Nordeste brasileiro, algumas estratégias estão sendo elaboradas pelo governo de Pernambuco. Entre elas está a construção da adutora de Serro Azul que deve garantir água para de dez municípios do Agreste do estado.

Bezerros, Gravatá, Caruaru, São Caetano, Belo Jardim, Sanharó, Belo Jardim, Tacaimbó, São Bento do Uma, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe vão ser as cidades beneficiadas. E nesta sexta-feira (4), a cidade de Bezerros vai ser sede de uma audiência pública para discutir a ação. Um dos objetivos da reunião é explicar o projeto e tirar dúvidas da população sobre o assunto.

Para o deputado Federal pelo PP pernambucano, Fernando Monteiro, a intenção da construção da adutora é redistribuir, de forma justa, a água que vai ser transportada pelos canais.

“Pernambuco é um estado que, em um lugar tem muita chuva e em outro não tem chuva nenhuma. O governo de Pernambuco entendeu a importância de conectar essa água para lugares que não tinham muita água.”

A construção da adutora vai partir da Barragem Serro Azul, que fica na cidade de Palmares, localizada na região da Mata Sul do estado e vai percorrer uma distância de aproximadamente 68 quilômetros de extensão. Estima-se que haja uma vazão de 500 litros de água por segundo. Esse recurso, na avaliação do deputado Fernando Monteiro, vai ser a solução para facilitar a vida dos moradores dessa região, quando faltar chuva no local.

“Essa crise hídrica que nós estamos sofrendo, seis anos de seca onde a gente precisa plantar, onde a gente precisa beber água. Porque água é vida. Então acredito que esse é mais um passo e uma demonstração que o governo de Pernambuco está preocupado com a situação hídrica.”

A audiência pública desta quinta-feira vai começar às 10 horas da manhã. A reunião vai ser na Escola Técnica Maria José Vasconcelos, que fica no Loteamento Santo Amaro II, na cidade de Bezerros.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro