27 de janeiro de 2021 às 10h25min - Por Mário Flávio

A atuação da Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE) na 15ª Semana Nacional da Conciliação, realizada de 30/11 a 04 de dezembro de 2020, gerou uma economia de R$ 3, 6 milhões aos cofres públicos do Estado. O valor é decorrente de 73 acordos, firmados, em audiências virtuais, com a participação de trinta e quatro procuradores do Estado da Procuradoria do Contencioso.   

A economia superou em 57,45% os índices alcançados em 2019, quando o montante economizado correspondeu a R$ 2,3 milhões. Na avaliação do procurador-chefe do Contencioso, Felipe Vilar, os resultados obtidos foram bastante positivos.  “Apesar das dificuldades enfrentadas com a pandemia do covid-19, tivemos um resultado muito superior ao do ano anterior, que era no formato tradicional, presencial”, afirmou o procurador.  
Ainda segundo Felipe, as audiências foram efetuadas online, com custos muito inferiores às presenciais. O trabalho realizado pelos procuradores contou com suporte da Secretaria Geral da PGE-PE, da Unidade de Informática e da Coordenação de Sistemas, Automação Digital e Inovação (CSI). 

A Semana da Conciliação é um evento anual, organizado em todo o país pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com os tribunais nos Estados. O objetivo é formalizar acordos para dar maior agilidade e efetividade aos processos judiciais. A PGE-PE participa do evento, promovido no âmbito estadual pelo Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (TJPE), desde 2017 e a cada ano tem aprimorado a sua atuação.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro