12 de dezembro de 2012 às 09h53min - Por Mário Flávio

Ainda vai render muita polêmica a conturbada sessão de ontem a noite na Câmara Municipal de Caruaru. A Associação dos Trabalhadores em Educação, que tinha representantes no protesto de ontem, emitiu nota de repúdio contra o vereador Leonardo Chaves (PSD). Ele se envolveu numa briga com estudantes no fim da votação sobre o reajuste nos salários do Executivo e Legislativo. Segue a íntegra da nota.

NOTA DE REPÚDIO – A Associação dos Trabalhadores em Educação de Caruaru – ATEC vem a público repudiar a lamentável atitude do vereador Leonardo Chaves que, em uma demonstração de extrema falta de respeito à liberdade de reivindicação, agrediu covardemente um estudante que exercia seu legítimo direito de questionar o poder público. A vergonhosa atitude do referido vereador só demonstra o caráter autoritário e coronelista que, infelizmente, caracteriza a conduta da maioria dos nossos edis.

​Fazendo uso da violência, o vereador Leonardo Chaves não agrediu apenas um estudante, agrediu também o estado democrático de direito, pois este pressupõe o direito de protestar, que é fator fundamental na construção da cidadania. Reprimir com violência um protesto pacífico é uma característica que sempre marcou, ao longo da história, a prática política de ditadores como Hitler, Mussolini e Pinochet.

​É triste que, em pleno século XXI, um homem público como o vereador Leonardo Chaves retome práticas da época da ditadura militar no Brasil, tentando calar os estudantes através da violência. Que se faça justiça, e que esse crime contra a democracia não fique impune.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro