30 de junho de 2012 às 17h42min - Por Mário Flávio

No sábado (30) em Caruaru, o PMDB teve direito logo a duas convenções municipais. Uma realizada no início da manhã pela comissão provisória, que reforça a oposição e outra  no final da manhã, pela legenda comandada por Reginaldo França. Este  conseguiu de última hora uma liminar que lhe deu de volta o comando do PMDB, já que até pouco tempo o presidente da comissão era Adjar Soares, sendo que o pai dele, Bibiu, foi eleito na composição recentemente. No entanto, segundo o advogado da frente de oposição em Caruaru, Marcelo Cumaru, argumentou que a liminar não tem validade, por ter sido uma decisão de um desembargador plantonista.

“Nós havíamos registrado a realização da convenção adequadamente. Realizamos o evento ás 8h normalmente. No entanto, ás 9h 15min, havíamos recebido a informação dessa liminar, que foi decisão de um desembargador plantonista, ou seja, não passou pelo desembargador que está acompanhando regularmente este caso, Patriota Malta. Além disso, não houve oportunidade para o partido se manifestar, então nossa expectativa é de que até terça o desembargador do caso analise essa liminar e esperamos que o TSE  nos dê parecer favorável”, explicou Marcelo.

A manobras de última hora de Reginaldo não tirou o ânimo da oposição. Mais cedo, o deputado estadual Tony Gel (DEM) ligou para o presidente de honra do PMDB, Dorany Sampaio, e recebeu do mesmo a orientação para realizar a convenção.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro