17 de abril de 2012 às 08h30min - Por Mário Flávio

Em ano de eleições a política ganha mais evidência. As pessoas querem saber o que se passa nos bastidores, o que pode denegrir a imagem de um candidato, a definição de um pleito. A história da política e seus pormenores serão repassados pelo jornalista Sérgio Montenegro Filho em um curso de jornalismo político com duração de 8h aula. Será no sábado, 28 de abril, no Auditório da Ativas (Empresarial Difusora). O público alvo são estudantes de jornalismo e interessados no assunto.

Uma das propostas do jornalista é mostrar a política no Brasil e trazer o contexto para Pernambuco. Ele também vai destacar o cenário do interior do Estado, onde as eleições costumam ser mais acirradas.

Sérgio Montenegro Filho é formado em Jornalismo pela UFPE. Começou a atuar na área em 1988, como repórter estagiário da Editoria de Política do Jornal do Commercio, foi quando despertou para o mundo da política e não parou mais.

Atualmente é repórter especial da Editoria de Política do JC e colunista do Portal JC Online, onde escreve a coluna Pólis. Já participou de coberturas de grande repercussão no País. Por sua conduta ética tornou-se respeitado por colegas da área e políticos.

Tópicos abordados:

  • Versão oficial X histórias de bastidores;
  • Jornalismo engajado pós-revolução de 30 – Varguistas e anti-varguistas
  • Jornalismo heróico no regime militar
  • Subserviência ou pau-de-arara
  • Jornalismo e redemocratização – de Tancredo Neves a Fernando Collor
  • Jornalismo nos anos FHC e Lula – Crítica independente ou golpismo?
  • A relação com as fontes;
  • Bagagem política;
  • Jornalismo político narrativo, opinativo e analítico;
  • Repórteres políticos x assessores de imprensa;
  • A cobertura dos Três Poderes;
  • A entressafra eleitoral

 Atuação e conquistas de Sérgio Montenegro:

  • Cobertura da CPI dos Anões do Orçamento (Brasília)
  • A queda do governo Collor (Brasília/Alagoas/Pernambuco)
  • O assassinato de PC Farias (Alagoas)
  • Cobertura de todas as eleições municipais, estaduais, presidenciais e plebiscitos realizados desde 1988
  • Foi correspondente na Sucursal do JC em Brasília
  • Em 2004 foi designado pelo Jornal do Comercio para integrar a comissão de jornalistas brasileiros que atuaram como observadores das movimentações bélicas na Faixa de Gaza, Israel, a convite da ONU
  • Em 2005 foi o único repórter brasileiro selecionado para o Seminário de Gestão Social para Jornalistas da América Latina, promovido pela Fundación Nuevo Periodismo (FNPI), em Cartagena das Índias, Colômbia
  • Recebeu o Prêmio Embratel de Jornalismo e o Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos.

Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro