29 de abril de 2015 às 08h18min - Por Mário Flávio

  

Os servidores da delegacia de Cupira estão sendo submetidos a laborar em um ambiente extremamente insalubre, com paredes sujas e a constante presença de ratos, de acordo com denúncia recebida pela Associação dos Policiais Civis de Pernambuco (ASPOL/PE). Segundo a ASPOL, o fato, além de inaceitável, compromete seriamente a saúde desses policiais e dos cidadãos que frequentam o ambiente.

Diego Soares, presidente da ASPOL/PE, argumentou que a foto da unidade policial do agreste deixou claro que, realmente, o Pacto pela Vida está falido. “Por isso, convoco a sociedade Pernambucana a zelar pela sua Polícia Civil, cobrando do Governo uma política que valorize o servidor, ou seja, um pacto pelo policial. Caso contrário, não teremos meios para combater a crescente criminalidade em nosso estado, visto que falta absolutamente tudo: combustível para viaturas, estrutura física adequada, coletes, algemas, armamento em boas condições de uso, efetivo. E para piorar, a remuneração paga aos policiais é totalmente defasada. Enfim, quem trabalha com improviso é ATOR e não POLICIAL”, disse.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro