3 de novembro de 2016 às 06h53min - Por Mário Flávio

joao-lyra-governador

O ex-governador João Lyra Neto está feliz, e não poderia ser de outra forma, com a vitória da filha, Raquel, para a prefeitura de Caruaru, mas continua inconformado com o comportamento do governador Paulo Câmara e de alguns de seus auxiliares no curso da campanha. O fato de Câmara ter tomado o partido de Raquel para entregá-lo a Laura Gomes, às vésperas do prazo para troca de legenda, já foi superado. Mas o que se fez para tentar impedir a vitória dela, ainda não.

O ex-governador cita apenas dois casos: a presença “eleitoreira” do governador no horário político de Tony Gel prometendo a construção de uma adutora para solucionar a crise hídrica do município e o envio de cinco viaturas da PM, no dia anterior à eleição, para o local em que estava reunido o setor jurídico da campanha, como forma de intimidar seus advogados. João Lyra chegou a ensaiar uma reação mais forte contra o militar que comandava a operação, mas foi desaconselhado.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro