26 de maio de 2015 às 06h13min - Por Mário Flávio

A Fetape completa 53, em 06 de Junho de 2015, e durante toda a sua história desenvolveu ações que promoveram mudanças importantes na vida de agricultores familiares e assalariados rurais, inclusive no jeito de essas pessoas serem tratadas e respeitadas por patrões e governos. Foi em nosso estado que aconteceu a maior greve do campo; foi aqui o maior número de ocupações de terras em um mesmo dia; foi Pernambuco que presidiu a CONTAG pelo maior tempo de sua história. Hoje, a FETAPE conta com 179 Sindicatos dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTRs) filiados, tendo representatividade legal e política, e assumindo a responsabilidade de ser uma das maiores federações do Brasil.
Nesse contexto, registramos este dia 25 de maio como um momento histórico. Hoje, é iniciado o processo de criação de um novo instrumento de luta e organização dos assalariados e assalariadas rurais, a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Pernambuco – FETAEPE. O objetivo é que ela seja uma entidade sindical classista, que atuará em parceria com a FETAPE para o fortalecimento da luta e das conquistas dos trabalhadores e das trabalhadoras do campo.
É importante destacar que esse passo será acompanhado de vários outros, até o seu reconhecimento pelo Ministério do Trabalho, órgão responsável por autorizar a existência dessa nova organização, que somente passará atuar após o seu registro, conforme determinam as leis atuais. Até que todo esse processo seja concluído a FETAPE continuará representando as duas categorias: agricultores familiares e assalariados rurais.
Hoje temos várias organizações que se denominam Sindicatos, mas que mentem para os trabalhadores e ignoram completamente a legislação, que determina em que condições podem ser adquiridos registros para a atuação como entidade sindical. A Fetape tem práticas e atitudes que a diferenciam desses grupos, pois sempre pautou suas ações com compromisso e responsabilidade com os trabalhadores e trabalhadoras, buscando atuar em prol dos interesses coletivos e, por isso, apoia a constituição própria da representação dos assalariados e assalariadas. Entendemos que essa ação é necessária para o fortalecimento dessa categoria, bem como para evitar que pessoas sem compromisso com o campo e sem história possam enganar a nossa gente.

Nesse sentido, todos os passos serão articulados com os nossos Sindicatos, de maneira responsável, e a partir da necessidade do município e da região. Entendemos que a FETAPE possui legitimidade, por sua história e seu compromisso com essa categoria, durante toda a sua existência, para articular e organizar cada vez mais a sua base, buscando responder aos novos desafios do século 21.   
*Doriel Barros é presidente da Fetape


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro