3 de dezembro de 2015 às 12h55min - Por Mário Flávio

No livro “A Cabeça do Eleitor”, Alberto Carlos de Almeida identifica algumas regras que orienta o comportamento do eleitor no resultado das pesquisas eleitorais. Na verdade, o que se obtém são padrões que se repetem estatisticamente em eleições que podem orientar e justificar os resultados de maioria das eleições. Dessa forma, as considerações do livro explica o resultado das eleições com as devidas pesquisas eleitorais. É verdade que estamos a um ano das próximas eleições, mas muito pode ser observado na Pesquisa da Simplex para prefeito de Caruaru.  

Duas regras serão analisadas: “Ganhar a eleição contra um governo bem avaliado não é para quem quer, é para quem pode”; “Em eleição, quem é mais lembrado larga na frente em corrida curta”. Portanto, às vezes é possível disputa várias eleições antes de se tornar favorito.

Vamos iniciar pela segunda regra – O baixo desempenho dos candidatos Djalma Cintra Jr. e Douglas Cintra, e consequentemente, a polarização em torno dos nomes de Raquel Lyra e Tony Gel são consequências clara do fato dos dois últimos já terem disputados eleições anteriores, mesmo no caso de Raquel Lyra que disputará pela primeira vez a eleição para o cargo majoritário, mas não podemos esquecer que há menos de dois anos, ambos estavam em campanha para o cargo de Deputado Estadual na Cidade. O que surgiu de forma clara na pesquisa é o Recall (Lembrança) do candidato. Conclusão, é de se esperar que a população de Caruaru, ainda continue na polarização dos velhos nomes. 
A primeira regra faz alusão ao Governo bem avaliado, como também, ao seu oposto, o governo mal avaliado. Pois bem, Zé Queiroz não está na disputa, mas promete pelo menos levar o seu candidato ao segundo turno. Os 26,1% de aprovação do Governo Zé Queiroz pode representar mais do que se pensa. Na distribuição por bairro ficou claro que nos locais onde foram feitas as principais obras do seu governo no último ano a sua aprovação aumenta, chegando, um pouco acima de 40%. Ainda temos um ano de obras e ações permitindo que o governo municipal influencie ainda mais as próximas eleições. 
Mas quem Zé Queiroz apoiará? 

É a questão! Novamente, a pesquisa nos diz que se o candidato de Zé Queiroz for Douglas Cintra, o senador passa de meros 5,31%, para 28,18%. As questões que ficam em aberto são: qualquer que fosse o candidato apoiado pelo prefeito não teria a mesma representação? Os votos de Douglas com apoio de Zé Queiroz são obtidos de alguém, de quem? E o quanto? As próximas pesquisas guiarão as respostas das respectivas questões em aberto!

*Diogo Bezerra, Professor Doutor da Universidade Federal de Pernambuco


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro