6 de fevereiro de 2013 às 08h55min - Por Mário Flávio

20130206-082839.jpg

A cúpula do PCdoB em Caruaru não anda nada satisfeita com as posições tomadas pelo vereador Edmilson do Salgado. A nomeação de um assessor de Edmilson pelo próprio vereador para fazer parte da Frente Popular Jovem foi a gota d’água para mostrar a insatisfação dos camaradas com o único representante do partido na Câmara Municipal de Caruaru. Os integrantes do Conselho Político do partido não aceitam a indicação e afirmam que a vaga deveria ser da UJS, que representa a juventude do PCdoB.

Devido a postura adotada o comunista poderá ter problemas com a direção do partido. “Edmilson não consultou a ninguém do partido, essa vaga por direito é da UJS, que representa a nossa juventude, soubemos por meio da imprensa que ele tinha nomeado uma pessoa para a Frente Popular Jovem e não reconhecemos essa nomeação. Por mais que tenhamos divergências com a UJS, por uma questão partidária, a vaga teria que ser destinada a uma pessoa ligada a UJS, mas nem sabemos direito qual a intenção desses jovens”, disse o analista Arnaldo Dantas, que é membro do Conselho político do PCdoB.

O analista ainda disparou críticas e disse que o lugar de Edmilson não é no PCdoB. “Ele não tem o DNA do partido, o PCdoB é um partido histórico de esquerda, e qual a identificação de Edmilson com o partido? Nenhuma, ele não é comunista… Era muito melhor que ele pedisse para sair, faríamos um acordo, ele não representa o PCdoB e ainda evitaria o processo de expulsão. Gostaria de lembrar a Edmilson que ele pode ter tido todos os votos do mundo, mas o mandato não é dele e sim do partido”, disparou Dantas.

As divergências entre Edmilson e a direção do partido são antigas e apenas o presidente do partido em Caruaru, Lícius Cavalcanti, tem uma boa relação com ele.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro