4 de setembro de 2013 às 14h31min - Por Mário Flávio

20130904-143117.jpg

O senador Armando Monteiro (PTB) exaltou a pujança econômica de Pernambuco e o papel decisivo de importantes lideranças políticas na implementação de ações que alavancaram esse desenvolvimento. A manifestação do senador petebista ocorreu durante pronunciamento no Plenário do Senado. Armando fez uma avaliação da economia pernambucana e comemorou o atual cenário de crescimento. Mas ponderou que é preciso avançar nas políticas públicas para dar continuidade aos avanços, com geração de emprego e renda à população.

De acordo com Armando Monteiro, foi a partir dos anos 2000 que teve início uma inflexão na economia do Estado, com crescimento acima dos índices nordestinos. Segundo o senador, dois pilares foram fundamentais nessa retomada econômica: o complexo portuário de Suape, que teve sua estrutura ampliada e completada a partir dos anos 1990, e um conjunto de investimentos que atraiu empreendimentos com elevado potencial de encadeamento produtivo. Ele deu como exemplos a Refinaria Abreu e Lima, com investimentos de mais US$ 15 bilhões, a Hemobrás, o pólo petroquímico e o da indústria naval, além da instalação de uma montadora de automóveis.

O senador elogiou as iniciativas dos governos federal e estadual que, em forma de parcerias, colaboraram para o crescimento econômico do Estado. Ele chamou atenção para as atuações destacadas do ex-governador Jarbas Vasconcelos e a colaboração entre o ex-presidente Lula, a presidente Dilma Rousseff e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Para a Armando, foi a partir de ações desses importantes líderes que houve mudanças na economia, com crescimento em torno de 4,5%, entre os anos 2000 e 2012. Para ter uma ideia, o Produto Interno Bruto (PIB) industrial de Pernambuco registrou crescimento de 5,5% entre 2007 e 2012.

Mas Pernambuco pode mais, disse Armando, e para que esse atual ritmo de crescimento seja perenizado, segundo ele, é preciso potencializar o alcance dos investimentos. “Precisamos aumentar a participação dos produtores locais na atividade econômica, com cursos de capacitação e integração em novos investimentos. Também é preciso recuperar investimentos na indústria têxtil e incrementar a provisão de serviços de infraestrutura, com o objetivo de integrar a capital, Recife, com as regiões do interior do Estado”, disse, acrescentando que investimentos em logística, estradas e integração entre os diversos modais de transporte também são necessários e urgentes.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro