14 de junho de 2012 às 22h42min - Por Mário Flávio

O primeiro leilão presencial da massa falida da Usina Catende, realizado na última quarta (13), no Fórum Joana Bezerra, não aconteceu exatamente do jeito que esperavam os antigos funcionários da unidade industrial, que aguardam indenizações trabalhistas.

Na ocasião, não apareceu ninguém para oferecer o lance mínimo de pouco mais de 100 milhões de reais. Na reunião plenária desta quinta (14), o deputado Aluísio Lessa (PSB), informou que um novo leilão será realizado no dia 31 de julho. A determinação foi do juiz da décima oitava Vara Cível, Sílvio Romero. O magistrado também decidiu reduzir o valor do lance inicial para 65 milhões de reais.

Segundo Lessa, o preço ainda é muito alto e, novamente, não deve atrair compradores. O parlamentar afirmou que a melhor solução para o impasse é a formação de uma cooperativa a ser administrada por trabalhadores rurais e demais credores da Usina Catende. Para o socialista, só assim a unidade voltará a moer


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro