10 de janeiro de 2013 às 06h55min - Por Mário Flávio

20130110-003536.jpg

A gestão da ex-prefeita Carmem Miriam (PT) segue sendo alvo de críticas em Agrestina. Dessa vez foram professores, gestores e funcionários da educação do município. Eles estiveram presentes na assembleia realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação – SINTEPE – Núcleo Regional e afirmaram que vários descontos foram realizados, de forma indevida, na folha de pagamento dos servidores municipais na gestão da petista.

De acordo com diretor da secretaria de Assuntos do Interior do SINTEPE, João Alexandrino, o problema é de trato coletivo, mas deve ser olhado de forma individual. “Será preciso fazer uma análise de cada servidor minuciosamente para que sejam analisados os documentos para ser solicitado o ressarcimento os salários”, ressaltou.

No encontro foi criada uma comissão de negociação, formada por sete servidores que se reunirá com o secretário de administração e com o prefeito para tentar resolver o desgaste funcionalismo público causado pela gestão passada.

“Nós iremos encaminhar a secretaria de Administração cópia dos documentos dos servidores juntamente com um relatório individual para que seja identificado a verdadeira causa dos descontos abusivos realizados no pagamento de novembro e dezembro dos servidores municipais”, informou a coordenadora do núcleo regional do SINTEPE, Solânia Fernandes.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro