17 de abril de 2018 às 07h27min - Por Mário Flávio

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, reforçou ao Supremo Tribunal Federal o pedido para que os ministros da Primeira Turma recebam “na íntegra” a denúncia contra Aécio Neves.

O senador do PSDB de Minas é acusado dos crimes de corrupção passiva e obstrução de Justiça, em um processo instaurado pela PGR em maio de 2017. A denúncia tem por base delações de diretores da J&S contra Aécio. Nesta terça-feira, a Primeira Turma do Supremo julga o pedido da PGR sobre o caso.

O reforço do pedido de Dodge consta de um memorial assinado por ela e enviado aos ministros nessa segunda-feira. Compõe a corte de julgamento os ministros Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello, Luiz Fux, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso. Marco Aurélio é o relator.

Em uma das gravações telefônicas autorizadas pela Justiça, Aécio aparece pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, um dos donos da J&F, que administra a JBS. Sua justificativa era de que precisava pagar despesas com sua defesa na Lava Jato.

Aécio nega as acusações e se diz vítima de um “tsunami de versões” e de uma armação de Joesley Batista para se dar bem com a Justiça.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro