6 de julho de 2012 às 18h04min - Por Mário Flávio

Reginaldo ainda espera uma nova definição sobre o partido

Em uma breve conversa com o blog, o assessor especial do gabinete do prefeito Zé Queiroz (PDT), Reginaldo França, disse que estava esperando um contato do advogado dele, Dr. Galindo, para saber se havia alguma novidade sobre a situação do PMDB em Caruaru, já que até o momento, oficialmente a legenda está registrada na coligação da frente da oposição. O blog entrou em contato com Galindo, que admitiu não ter novidades sobre o caso, mas se demonstrou convicto de que o agravo regimental posto por Reginaldo deve lhe devolver o comando do PMDB até a próxima semana.

“O ato jurídico da convenção realizada por Reginaldo foi perfeito e a gente acredita que o PMDB permanecerá sob o comando dele. Creio que a Justiça eleitoral dará resultado favorável a ele nos próximos dias”, explicou o advogado, que não crê na validade da composição do partido na qual Severino Soares, o Bibiu, é presidente.

No contexto

Dorany Sampaio diz que PMDB em Caruaru fica com Miriam Lacerda

Após decisão de desembargador, PMDB volta para base da oposição

Ou seja, segue a disputa pelo PMDB em Caruaru e o argumento que poderia favorecer a base do governo é que Reginaldo realizou a referida convenção do diretório do partido, enquanto integrante da Frente Popular, no sábado, dia 30 de junho. Essa convenção foi registrada juridicamente e isso sustenta a defesa de Reginaldo. O problema é que a liminar que Reginaldo conseguiu de última hora para restabelecer o comando do partido, e para poder realizar a referida convenção, foi rejeitada pelo desembargador do caso, Patriota Malta.

No entanto, sobre isso Galindo ressalta que o processo que envolve o partido não foi julgado em colegiado, que significa que a ação deveria ser julgada pela Câmara ou Pleno que compõe o Tribunal da Justiça Eleitoral. “A questão é que o desembargador Patriota Malta não levou o processo para julgar em colegiado e rejeitou o agravo regimental. A gente quer que ele leve o processo a julgamento do colegiado para chegar a uma definição sobre o caso. A oposição registrou em ata o PMDB em sua coligação, mas é preciso entender que o Severino (Bibiu) foi intimado por um oficial de Justiça no sábado e eles não realizaram convenção, isso foi certificado pelo oficial de Justiça. Não tem convenção do PMDB de Severino”, salientou o advogado.

Sobre isso, a oposição nega a informação e garante que houve a convenção sob o comando de Bibiu. A ata, assinada por vários integrantes do grupo, que dá sustentação a Miriam Lacerda e o posicionamento oficial do presidente estadual do PMDB, Dorany Sampaio, seriam os trunfos para manter o partido na oposição.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro