13 de outubro de 2012 às 13h06min - Por Mário Flávio

20121013-130326.jpg

Assunto da moda nos ambientes de discussão política, a mobilidade urbana ganhou mais uma propositura na Câmara Municipal de Caruaru. Desta vez, o vereador Adolfo José (PSD) apresentou, na sessão ordinária da terça-feira, dia 09 de outubro, um requerimento à Destra, para que se avalie a possibilidade da criação de uma Comissão Técnica de Transportes Públicos e Mobilidade Urbana, cujo objetivo seria estudar, discutir, analisar, apresentar pareceres, relatórios e documentos que contribuam para a solução de problemas relativos ao transporte público e a mobilidade urbana.

O vereador justificou ser necessário um aprofundamento maior sobre as diferentes áreas que integram a formulação de um plano municipal de mobilidade urbana. “Sabemos que um novo modelo de comportamento social urbano vem se apresentando nas pequenas, médias e grandes metrópoles, buscando uma forma de se ter uma harmonia entre o homem e o universo que o cerca. Um dos temas que mais se apresenta como foco de discussão é o da mobilidade urbana, que interliga várias áreas do conhecimento científico, como Engenharia civil, geografia, sociologia, arquitetura e urbanismo”, explicou o vereador. É preciso lembrar que Adolfo está diretamente ligado às discussões sobre reordenação do trânsito, por ser justamente proprietário de uma das empresas de ônibus que atuam na cidade.

Pelo que descreve o requerimento, essa comissão contaria com profissionais das áreas ligadas ao desenvolvimento de ambientes urbanos, representantes da sociedade civil organizada, membros do Conselho Municipal de Trânsito e do Poder Legislativo Municipal.

MOBILIDADE URBANA

A conceituação de Mobilidade Urbana se relaciona à Iluminação pública, pavimentação, sincronia entre semáforos, rodízio de veículos, ciclovias, sistema de transporte público integrado, corredores exclusivos para ônibus, passarelas em pontos estratégicos, manutenção das calçadas, acessibilidade, campanhas educativas de trânsito, estacionamentos público-privados, ampliação de agentes de trânsito, fiscalização de carga e descarga de mercadorias, transporte fluvial, central de monitoramento do trânsito, qualificação de taxistas e motoristas de ônibus, e transporte alternativo.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro