5 de março de 2013 às 18h19min - Por Mário Flávio

AD-Diper

Apesar de sites especializados em caminhões terem publicado nessa segunda-feira (04) que os planos da Shacman para 2013 poderiam ser instalar a filial no interior de São Paulo primeiro, o que colocaria um freio na vinda da fábrica para Pernambuco e, especificamente, para Caruaru, a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) informou ao blog que ainda não recebeu nenhum tipo de comunicado sobre a possibilidade de a montadora não se instalar no estado. Na notícia publicada anteriormente, o diretor de marketing da montadora explicou que seria mais estratégico instalar uma das filiais em Tatuí, no interior de São Paulo.

No contexto

Declaração de diretor da Shacman causa dúvida sobre instalação da fábrica em Caruaru

Eduardo Campos garante Shacman em Caruaru e diz que cidade vai ser beneficiada pela Copa

“De antemão, informo que não recebemos nenhum comunicado oficial da Shacman sobre a saída do investimento do Estado”, explicou a assessoria de comunicação da AD Diper, que ficou de analisar se há a possibilidade de que a montadora não venha, ou então, que haja um atraso na instalação. Já em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Cararu, fomos informados de que a prefeitura está responsável pela logística e localização para a fábrica da empresa chinesa e além disso, informou que não poderia se pronunciar até que seja esclarecido se a declaração do diretor de marketing da Shacman estaria relacionada a um freio na instalação da montadora na Capital do Agreste.

Isso embora o Secretário de Desenvolvimento de Pernambuco, Márcio Stefanini, tenha dito que há um projeto em Tatuí de montagem dos veículos, que seria diferente do processo de implantação projetado para Pernambuco. Ainda segundo o secretário, apenas se a planta montada em São Paulo der resultado é que a Shacman deverá estudar novamente a implantação em Caruaru. Isso porque a empresa precisa comprar peças no mercado brasileiro pra atingir 65% de peças locais e cumprir a lei nacional, algo que já vinha sendo especulado recentemente na imprensa.

 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro