11 de maio de 2014 às 10h25min - Por Mário Flávio

Do Correio Braziliense

Fotos posadas, jantares, encontros nada casuais. Embora ainda discretos, celebridades já começam a anunciar suas preferências políticas para ocupar a Presidência da República a partir do ano que vem. Pelas redes sociais, programas de televisão, entrevistas e até encontros partidários, famosos revelam afinidades com as linhas ideológicas dos principais presidenciáveis, atiçando a largada do jogo eleitoral.
Oficialmente, a presidente Dilma Rousseff (PT), o senador Aécio Neves (PSDB) e o ex-governador Eduardo Campos (PSB) — principais candidatos ao Planalto — só podem fazer campanha a partir de junho, três meses antes das eleições. A data imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral não impede, porém, que os apoiadores antecipem seus favoritos nas urnas.

Pela segunda vez em quatro anos, o apresentador Luciano Huck se organiza para oferecer um jantar em sua casa em apoio ao senador Aécio Neves (PSDB). Sem alardes, o global analisa com o presidenciável qual a melhor data para o evento: se antes ou depois da Copa do Mundo, que vai de 12 de junho a 15 de julho. Por causa do Mundial, as campanhas começarão tardias este ano.
As festividades programadas por Huck tendem a seguir os mesmos ritos da praticada em 15 de abril de 2010, quando o famoso levou cerca de 40 celebridades e políticos para o condomínio dele, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Lá, em tom descontraído, convidados tiveram a oportunidade de conversar com Aécio, que, à época, concorria à cadeira no Senado.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro