4 de abril de 2014 às 18h08min - Por Mário Flávio

20140404-180354.jpg

Em seu discurso de despedida o governador Eduardo Campos (PSB) iniciou a fala lembrando da prisão do avô Miguel Arraes pelos militares no dia em que o Golpe Militar foi dado no Brasil. “Há 50 anos o governador Miguel Arraes deixava o Palácio do Campo das Princesas, sendo expulsos pelos militares por não aceitar renunciar. E quis o destino que estivesse aqui hoje”, disse.

Ele ainda fez menção a família e num discurso emocionado agradeceu e citou os membros. O socialista ainda fez questão de frisar o papel de João Lyra no governo e disse que ele foi mais que um vice. “Foi um parceiro nesse processo de desenvolvimento. Moldando um novo patamar no campo social, como o pacto pela vida e os investimentos em transporte e saneamento”, disse.

O ex-governador fez um balanço da gestão e destacou os avanços em várias áreas. Ele encerrou o discurso desejando sorte ao novo governador e citou as revoluções ocorridas no estado em vários momentos do Brasil. >


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro