29 de março de 2017 às 07h45min - Por Mário Flávio

Michel-Temer-foto-Agência-Brasil (1)

Michel Temer decidiu testar a sinceridade dos governadores no que diz respeito ao apoio deles ao seu projeto de reforma previdenciária que está tramitando na Câmara Federal. Desde que o projeto chegou ao Congresso nenhum governador deu-lhe o apoio que o presidente da República gostaria, embota todos sabem que essa reforma é indispensável ao interesse do país.

No entanto, eles evitam botar a cara de olho nas eleições de 2018. Então, supostamente aborrecido com a falta de solidariedade ao seu projeto, Temer decidiu excluir do texto servidores públicos estaduais e municipais, deixando que os governadores e prefeitos, se tiverem interesse, mudem os seus sistemas previdenciários. Porém, a sua jogada de mestre foi consumada anteontem. Para saber se os governadores estão de fato a favor da reforma, deu-lhes seis meses de prazo para realizá-la. Caso contrário, aplicar-se-ão a todos as regras federais.

Temer deu uma jogada de mestre ao dar prazo de seis meses aos governadores para fazerem suas reformas previdenciárias


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro