28 de fevereiro de 2012 às 11h00min - Por Mário Flávio

Com informações do Congresso em Foco

Na volta do recesso após o carnaval, o deputado federal, Wolney Queiroz (PDT), e os demais deputados têm um grande desafio pela frente: será realizada hoje da votação da Lei Geral da Copa. A data foi marcada após o adiamento da apresentação do relatório do deputado Vicente Cândido (PT-SP), que estava marcada para a terça-feira (14) antes do Carnaval. No dia, o Palácio do Planalto chamou o relator da matéria para propor mais mudanças no parecer.

Ainda não há consenso sobre o projeto. A Fifa pressiona para que o projeto seja aprovado como está. Desde novembro, a entidade até aceitou negociar algumas modificações, mas começa a demonstrar impaciência na demora com que o parlamento brasileiro tem tratado o tema. Por outro lado, grupos da sociedade prometem iniciar esta semana um twitaço na internet contra a aprovação da lei, que cria situações excepcionais ao que é previsto na legislação para a realização da Copa. A argumentação dos que são contrários à Lei Geral da Copa é de que o Brasil cede parte da sua autonomia para se submeter às vontades da Fifa. A discussão da lei da Copa acontece ainda em um momento em que o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, vem sendo duramente questionado e cogita mesmo renunciar ao cargo.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro