Vereadores retomam os mandatos e ex-governistas afirmam ir para a oposição 

Mário Flávio - 16.12.2015 às 12:35h

  
Foi realizada na manhã de hoje na Câmara Municipal a posse de cinco vereadores que estavam afastados devido à operação Ponto Final 1. Eduardo Cantarelli (SD) assumiu no lugar de Rosimery da Apodec (DEM); Jajá (PMN) no lugar de Carlinhos da Ceaca (PPS); Sivaldo Oliveira (PP) no lugar de Jaelcio Tenório (PRB); Louro do Juá (SD) na vaga de Antônio Carlos (DEM) e Cecílio Pedro (PTB) no de Bruno Lambreta (PSD). A retomada dos mandatos foi uma mistura de tensão e alegria ao mesmo tempo para os parlamentares.

O vereador Cecílio Pedro reclamou que teria havido uma manobra do presidente da Casa para destituí-lo da segunda vice-presidência. No entanto, Chaves negou o ocorrido e explicou que apenas cumpriu uma recomendação do Ministério Público. Após a discórdia os vereadores assinaram o livro de posse e vieram com discurso afiado na ponta da língua. “Sou oposição a esse governo que aí está”, disse Sivaldo Oliveira. Outro ex-governista que também anunciou a saída da base foi Cecílio Pedro. “Não saio apenas do governo e vou para a oposição, mas vou deixar também o PTB que não me deu apoio algum”, pontuou. Os outros três vereadores foram eleitos pela oposição e garantem não dar trégua ao governo.