27 de novembro de 2013 às 09h37min - Por Mário Flávio

Mais uma vez o corporativismo prevaleceu na sessão ordinária da noite passada. Para alguns vereadores o colega de Casa, Gilberto de Dora (PSB), estaria embriagado e por isso, se irritou tanto na Sessão. O socialista chegou a se retirar da Mesa Diretora, deu um soco na porta que dá acesso a sala de imprensa e fez um duro discurso contra o vereador Rozael do Divinópolis, dizendo que ele se aproximou do governo por interesse pessoal.

No entanto, nenhum edil teve a coragem de expôr o possível estado de Gilberto na tribuna ou em entrevista. Membros da situação e oposição preferiram falar nas costas do colega de Casa pelos corredores da Câmara ou ligaram para jornalistas e radialistas tentando causar constrangimento a Gilberto. Mas por qual motivo esses vereadores não falam publicamente?

Com a respostas os que tiveram esse procedimento. Estava na sessão e vi que o vereador realmente estava muito irritado, não posso afirmar que ele estava bêbado, mas ficou claro que ele tem problemas de ordem pessoal com Rozael.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro