9 de janeiro de 2014 às 18h53min - Por Mário Flávio

IMG_20140109_064552

Por Ana Rebeca Passos

Em coletiva de imprensa ainda na tarde desta quinta-feira (09) na sede da Gerência de Polícia do Agreste I, o delegado responsável pelo caso, Erik Lessa, explicou os motivos que levaram o vereador Evandro Silva (PMDB) ser preso mais uma vez. Foram expedidos dois mandados de prisão e apenas um foi cumprido como afirma o delegado.

“Por força de decisão judicial, o Juiz decretou essa prisão a partir do momento em que recebeu o processo das mãos do Ministério Público. Nós tínhamos encaminhado o inquérito policial no dia 27 de dezembro, o Ministério Público antes de concluir o prazo de denúncia, recebeu uma denúncia envolvendo os vereadores Evandro Silva e Neto”, disse Erik Lessa.

A situação do vereador Neto (PMN) ficou ainda mais complicada, e ele já é considerado foragido da justiça. “Quanto ao vereador Neto, fomos as suas residências e tentamos localizá-lo por telefone e como não foi encontrado, ele já é considerado foragido. Existe uma ordem judicial a ser cumprida e o vereador Neto precisa se apresentar a polícia porque o prazo dele já esgotou”, afirmou o delegado Erik Lessa.

O vereador Evandro Silva (PMDB) foi encontrado em sua fazenda, levado a prestar esclarecimentos na Gerência de Polícia do Agreste I e em seguida encaminhado a Penitenciária Juiz Plácido de Souza de Caruaru.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro