30 de novembro de 2012 às 15h57min - Por Mário Flávio

Do MPPE

Sob acusação de cometer estupros de vulneráveis, bem como exploração sexual de vulneráveis, encontra-se preso preventivamente na cadeia pública de Venturosa o procurador jurídico deste município, Aníbal Rodrigues Alexandre, 36 anos. A prisão do acusado foi decretada pela Justiça a pedido da delegacia de polícia local, com parecer favorável do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). De acordo com a denúncia feita pela promotora de Justiça Janine Brandão, o procurador municipal, que é conhecido como “Anibinha”, promoveu em sua residência diversas festas e encontros com garotos, cujas idades variavam de 11 a 17 anos, entre janeiro de 2006 a janeiro de 2012.

Durante esses encontros, o acusado fornecia bebida alcoólica aos garotos, em meio à exibição de vídeos pornográficos para depois manter conjunção carnal e praticar atos libidinosos, em troca de pagamentos em dinheiro, com valores de R$ 10,00 a R$ 50,00. Como nas relações sexuais Aníbal era passivo, a promotora de Justiça não solicitou a realização de exames sexológicos nas vítimas.

Também de acordo com a mesma denúncia, o acusado utilizava-se de sua favorável capacidade econômica para oferecer aos garotos – todos eles necessitados e de parcas condições financeiras – retribuição financeira e material pelos abusos sofridos. Assim, o procurador municipal satisfazia as necessidades básicas de suas vítimas, como alimentação, vestuário e acesso a consumo de bens e serviços, como aparelhos de telefones celulares.

Às 9h de 17 de dezembro (segunda-feira), 42 testemunhas e vítimas serão ouvidas em juízo, no Fórum de Venturosa. Aníbal é acusado pelo Ministério Público pelos crimes de estupro de vulneráveis por seis vezes, exploração sexual de vulneráveis, por cinco vezes e fornecimento de bebida alcoólica a crianças e adolescentes.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro