15 de janeiro de 2014 às 11h05min - Por Mário Flávio

Nota de repúdio

A diretoria LGBT da União dos Estudantes de Pernambuco- Gestão Reconstruir pela Base vem através desta, retificar sua posição em relação ao Pronunciamento do Professor Ademir Ferraz, no ultimo dia 9, em sua página nas redes sociais. Reconhecemos que tal discurso de ódio não foi acidental, mas pensado, elaborado, retificado e intencional.

A nossa gestão, nesta entidade, luta pelo direito a livre expressão e orientação sexual e combaterá de todas as formas essas manifestações de repulsa e de desrespeito aos Direitos Humanos, como foi o caso do professor Ferraz. Assim, nos juntamos a luta com aquelexs que sonham e buscam um mundo mais igualitário e livre. Hoje (15/01), em entrevista ao Jornal do Commércio, o professor diz que “Pedirá desculpas de joelhos”.

Isso apenas não curará as feridas causadas pelas palavras ditas, não apagará da nossa memória o desrespeito e a dor causada pelas retificações de ódio, muito menos. Desculpas serão aceitas, mas isso não significa que esqueceremos o caso, o professor deve responder a processo administrativo na UFRPE e nós iremos cobrar isso.

Maria Rachel Fonsêca Braga
Direitora LGBT- UEP Cândido Pinto- Reconstruir pela Base.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro