TSE condena Deltan Dallagnol e Paulo Martins por propaganda antecipada contra Lula

Lucas Medeiros - 27.09.2022 às 20:26h
(Imagem: Reprodução/ Internet)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) condenou o candidato a deputado federal pelo Paraná e ex-procurador Deltan Dallagnol (PODE) e o candidato ao senado pelo mesmo estado Paulo Martins (PL) por propaganda antecipada negativa contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A ministra Maria Claudia Bucchianeri determinou que cada um pague multa de R$ 5 mil reais à Justiça Eleitoral e mandou ainda que os candidatos retirem o conteúdo do ar das redes sociais em 48 horas.

o material apresenta trechos de depoimentos de testemunhas colhidos de audiência da Operação Lava Jato, além de falas e imagens em que o ex-presidente se manifesta sobre o coronavírus e sobre a política de repressão a atos infracionais cometidos por adolescentes. Todo material foi editado tendo como música de fundo o jingle de campanha “Lula Lá”.

Para Bucchianeri, o contexto das publicações revela a intenção de fazer com que eleitores não votem no ex-presidente, o que aponta natureza eleitoral do conteúdo. Na decisão, a ministra afimou que Dallagnol e Martins fizeram propaganda antecipada