5 de junho de 2017 às 07h27min - Por Mário Flávio

dilma

O TSE começa a julgar nesta terça-feira (6) as ações ajuizadas pelo PSDB que pedem a cassação do registro da chapa Dilma-Temer.

Segundo o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, ora suspenso do mandato por determinação do ministro Edson Fachin, relator dos processos da Lava Jato no STF, as ações dizem respeito ao uso de recursos “sujos” da Petrobras para o financiamento da campanha da dupla, que foi vitoriosa em 2014

Para o ministro e presidente da Corte, Gilmar Mendes, há muita especulação na mídia sobre a decisão do TSE, mas tudo não passa de “chute”.

Segundo ele, a decisão será “jurídica e judicial”, e não política, perdendo tempo os brasileiros que acham que o STF não tem força política para cassar um presidente da República

O processo, de 8.062 páginas distribuídas em 29 volumes, tem como o relator ministro Herman Benjamin, que já sinalizou o voto a favor da cassação do registro da chapa. Ele será o primeiro a votar.

O segundo a dar o voto será o ministro Napoleão Nunes Maia Filho, que estaria inclinado a pedir vistas.

Votarão em seguida os ministros Admar Gonzaga, Tarcísio Vieira, Luiz Fux, Rosa Weber e, por último, o presidente Gilmar Mendes.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro