24 de janeiro de 2017 às 05h29min - Por Mário Flávio

O presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, desembargador Hilton Queiroz, cassou nesta segunda-feira (23) a sentença liminar do juiz federal Eduardo Ribeiro de Oliveira (15ª Vara de Brasília) que impedia o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de postular a reeleição.

O desembargador alega em seu despacho que a intervenção do Judiciário em questões internas do Poder Legislativo representa uma violação ao princípio da separação de poderes.

Ele disse também que o fato de Rodrigo Maia ter assumido um “mandato-tampão”, em julho do ano passado, em substituição ao então presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ), cria uma exceção à ao Regimento Interno da Câmara, que veda a reeleição aos membros da mesa diretora.

Rodrigo Maia ainda não se assumiu como candidato, mas continua viajando pelo Brasil à cata de votos. Em Pernambuco, por exemplo, ele já tem certos os votos de pelo menos 18 dos 25 membros da bancada federal.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro