2 de fevereiro de 2021 às 07h17min - Por Mário Flávio

Três pacientes receberam alta e deixam a unidade nesta segunda-feira (1º) rumo ao estado de origem. São dois homens e uma mulher, com idades entre 38 e 49 anos, que embarcaram às 21h do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre de volta para casa, segundo o Governo de Pernambuco.

Os pacientes vinham sendo monitorados com avaliações diárias. “Diante da boa evolução clínica, a equipe multiprofissional determinou a alta hospitalar e autorizou a viagem de retorno. O Governo do Amazonas, em contato com as equipes do Hospital de Referência, alinhou os protocolos e a logística necessária para o transporte. Para o retorno seguro, foi necessária a articulação dos dois Estados com a Aeronáutica e o Ministério da Saúde” informou o Governo de Pernambuco.

Michella Oliveira Matias dos Santos chegou a Pernambuco na noite do dia 23 de janeiro. A paciente agradeceu o empenho dos profissionais envolvidos no atendimento médico. “Eu estava no Pronto Socorro Platão Araújo quando passei mal, com falta de oxigênio, e fiquei lá um dia, foi muito rápido. Passei uma noite e de manhã já estavam agilizando tudo para minha transferência. Fui atendida maravilhosamente bem. Deu tudo certo e hoje eu estou muito feliz, estou curada e de alta médica voltando para minha cidade. Só tenho a agradecer ao Estado de Pernambuco e ao Estado do Amazonas, porque têm muitas pessoas precisando lá, muitas pessoas e eu fui uma privilegiada. Fui muito bem tratada aqui, muito mesmo. Não pensei que seria tão maravilhoso. Se estivesse em Manaus não sei se estaria viva hoje”, agradeceu.

Ainda permanecem internados na unidade nove pacientes (sete homens e duas mulheres), com idades entre 35 e 55 anos. Eles apresentam quadro geral de saúde considerado estável e estão sendo monitorados em leitos de Terapia Intensiva, segundo a Secretaria de Saúde de Pernambuco.

Até o momento, o antigo Hospital Alfa atendeu 13 pacientes do Norte do País. A unidade tem 270 leitos em funcionamento, sendo 120 leitos de UTI e 150 leitos de enfermaria.

“Todos os amazonenses transferidos para Pernambuco e as equipes de saúde que os atenderam estão sendo monitorados pelas Vigilâncias em Saúde das secretarias do Estado e do Recife. O material biológico dos pacientes estão sendo analisados e passarão por sequenciamento genético no Instituto Aggeu Magalhães/Fiocruz-PE”, acrescentou o Governo de Pernambuco.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro