Tony Gel diz que tem pena de Dilma e volta a se posicionar contra impeachment 

Mário Flávio - 13.03.2015 às 10:02h



O deputado Tony Gel, do PMDB, manifestou, nesta quinta (12), preocupação em relação às manifestações contrárias ao Governo Federal, previstas para o próximo domingo (15). O parlamentar defende o direito democrático de manifestação, mas afirmou ser contrário ao impeachment da presidente Dilma Rousseff neste momento.

Lembrando que era deputado federal durante o processo de impeachment do ex-presidente Collor, Tony Gel ressaltou que a presidente foi legitimamente eleita e que cabe às instituições responsáveis a investigação e punição dos que causaram desvios na Petrobras, no momento adequado. Mas o parlamentar afirmou que deve ser discutido como Dilma se comportou na campanha e como governa.

O deputado também falou que a crise deve se aprofundar, citando a inflação, o câmbio e a estagnação do PIB como fatores econômicos de instabilidade, e a falta de articulação no Congresso Nacional e dentro do Governo, como dificuldades políticas. Tony Gel afirmou que tem pena da situação da presidente e é contrário aos que têm intenção de incendiar o país.