19 de abril de 2018 às 08h17min - Por Mário Flávio

Os 161 anos de lançamento do Livro dos Espíritos – primeira das cinco obras da codificação da doutrina espírita – foram ressaltados no discurso do deputado Tony Gel (MDB) durante a Reunião Plenária desta quarta (18). A publicação consiste em 1.018 perguntas formuladas pelo pedagogo francês de pseudônimo Allan Kardec e respondidas, graças ao fenômeno da mediunidade, por indivíduos desencarnados.

O parlamentar explicou o contexto em que a obra foi lançada. “Por volta dos anos 1850, fenômenos mediúnicos chamados de mesas giratórias serviam de passatempo para pessoas em vários salões de Paris”, explicou, informando que tais eventos chamaram a atenção do pedagogo Hippolyte Léon Denizard Rivail (Allan Kardec), que passou, então, a participar de reuniões mediúnicas.

“As reuniões deixaram Kardec aturdido, pois ele anteviu que havia algo de muito sério ali. Passou, assim, a coordenar longos encontros, quando fazia perguntas e colhia respostas dadas por inteligências denominadas de espíritos”, continuou, destacando o caráter científico da doutrina espírita. Em aparte, o deputado Isaltino Nascimento (PSB) elogiou a iniciativa de Tony Gel ao destacar a data.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro