16 de janeiro de 2014 às 07h34min - Por Mário Flávio

20140116-073352.jpg

Do JC on line

O assessor de imprensa do deputado Tony Gel, Fernandino Neto, informou ao JC, na noite desta quarta-feira (15), que o parlamentar não iria falar sobre a conversa que teve gravada com o vereador Neto (PMN) – um dos envolvidos na Operação Ponto Final, que prendeu dez vereadores de Caruaru acusados de cobrar propina para aprovar projetos do Executivo – e que qualquer informação seria repassada pelo advogado Marcelo Cumaru.

O advovado Marcelo Cumaru, por sua vez, afirmou que o parlamentar recebeu ligações de vários aliados, entre eles o vereador Neto, no dia da Operação Ponto Final, 18 de dezembro passado. De acordo com Cumaru, foi uma conversa entre o advogado Tony Gel e seu cliente (Neto) e o conteúdo não poderia ser publicado.

“Tony Gel também é advogado e no dia da operação recebeu telefonemas de alguns vereadores aliados. Sem saber do que se tratava, ele aconselhou Neto a só falar na presença de advogado, como faria qualquer outro profissional”, destacou.

O advogado acrescentou que Tony Gel tem uma reputação ilibada e não compactua com qualquer tipo de ilegalidade. Ele enfatizou que quando o parlamentar começou a receber ligações, logo cedo, na manhã do dia 18 de dezembro, ninguém sabia o que realmente estava acontecendo. Segundo o advogado, o vereador Neto fez parte do palanque de Tony Gel.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro