7 de março de 2013 às 07h55min - Por Mário Flávio

03.06-DATA MAGNA-JB-86 (1)

Na solenidade dos 196 anos da Revolução Pernambucana de 1817, organizada pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) na quarta-feira (06), a deputada Terezinha Nunes (PSDB) fez pedido público ao presidente Guilherme Uchoa (PDT), já pensando nas comemorações do bicentenário da revolução. Por iniciativa da deputada, essa comemoração foi incorporada ao calendário do Estado em 2007.

Terezinha pediu que seja solicitado ao governador a formação de uma comissão de notáveis para a organização do aniversário de 200 anos da revolução. A celebração deverá contar com convidados do âmbito nacional, inclusive com o Presidente da República. “O Brasil, não apenas Pernambuco, precisa comemorar essa data tão importante para a História do País. Centenas de heróis morreram para lutar pela liberdade no Brasil, instituindo uma constituição que garantia direitos humanos e liberdade de imprensa já naquela época”, ressaltou.

O deputado Guilherme Uchoa também destacou a importância de Pernambuco no processo histórico brasileiro: “Coragem, ousadia e espírito de luta sempre caracterizaram o povo pernambucano”. Outros deputados participaram da cerimônia: Augusto César (PTB), José Maurício (PP), Júlio Cavalcanti (PTB), Sebastião Rufino (PSB) e Vinícius Labanca (PSB). Além do presidente da Câmara Municipal do Recife, Vicente André Gomes (PSB).

Membros da maçonaria também marcaram presença. “Agradecemos o intenso trabalho da deputada Terezinha Nunes pela deferência à Revolução de 1817, que tornou irreversível a independência do Brasil, ocorrida cinco anos depois”, declarou o grão-mestre do Grande Oriente Independente de Pernambuco, Antônio do Carmo Ferreira.

Os alunos e professores do Ginásio Pernambucano acompanharam toda a celebração de hasteamento das bandeiras do Brasil, de Pernambuco e do Recife. “A celebração dessa data é importante porque recorda a memória do nosso Estado”, afirmou a professora Ana Beatriz Ferreira. Os estudantes também reconheceram a relevância da data. “É muito interessante esse registro pelo papel que a revolução teve na  nossa história”, comentou o estudante Carlos André da Silva, 15 anos.

Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro