8 de abril de 2014 às 06h40min - Por Mário Flávio

20140408-064114.jpg

O Dia do Jornalista foi lembrado nesta segunda (07), pela deputada Terezinha Nunes (PSDB). Representante da categoria, a parlamentar lembrou o iniciou de sua trajetória como repórter e pediu a atenção da sociedade para a violência contra os profissionais da área.

Terezinha afirmou que pessoas que foram preparadas para defender a sociedade, os direitos humanos e fiscalizar os governos têm sido vítimas constantes de agressões e ameaças em todo o mundo. Ela apresentou levantamento da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) apontando que mais de 150 profissionais estão encarcerados atualmente em diversos países, alguns sem julgamento há vários anos.

A tucana relatou, ainda, que, somente em 2013, foram assassinados 119 jornalistas em todo o mundo, o maior número desde 1997. Segundo a deputada, o Brasil é o país mais perigoso para o exercício da profissão, superando o México.

Durante o pronunciamento, Terezinha comentou a morte de Santiago Andrade, cinegrafista da TV Bandeirantes, atingido por um rojão no Rio de Janeiro em fevereiro deste ano.)


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro