24 de novembro de 2016 às 07h04min - Por Mário Flávio

eduardo-da-fonte-size-598

O ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Lava-Jato no STF, recebeu a denúncia do Ministério Público Federal contra o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), mas o julgamento na Segunda Turma foi suspenso porque o ministro Dias Toffoli pediu vistas ao processo.

O parlamentar é acusado pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot, de ter – junto com o então senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), falecido em 2014, ter recebido R$ 10 milhões do esquema de propina da Petrobras para esvaziar uma CPI que investigaria a estatal. O dinheiro teria sido pago pela construtora Queiroz Galvão com dinheiro de contratos superfaturados com a Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

Por outro lado, ex-executivos da Odebrecht estavam sendo esperados em Brasília nesta quarta-feira para assinar acordos de delação premiada com o MPF. De acordo com uma planilha encontrada pela Polícia Federal na sede da empreiteira, ela teria feito doações para mais de 200 políticos do governo e da oposição, de 23 partidos.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro