6 de novembro de 2012 às 19h14min - Por Mário Flávio

Lá em Taquaritinga do Norte, o processo de fechamento de contas da prefeitura do final do ano, que conta ainda com o agravo da transição de gestão municipal, ainda que o prefeito Evilásio Araújo (PSB) tenha sido reeleito, representa um momento delicado assim como acontece nas demais cidades de Pernambuco. Mas, o que chamou atenção recentemente é que uma servidora municipal teria entrado em contato com a imprensa local da cidade para informar que alguns servidores do município teriam que trabalhar sem receber salário em novembro e dezembro.

No último sábado, 03 de novembro, essa funcionária,,que não se identificou, teria dito em entrevista ao Blog do Junior Albuquerque, que houve uma na reunião para anunciar o não pagamento dos dois meses, sob a justificativa de ser necessário um corte nas despesas, para pagamentos de dívidas com o INSS. No entanto, nossa equipe entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura e o que foi informado é que a prefeitura está realizando exonerações de cargos ociosos, aquelas funções que seriam secundárias na gestão municipal, e que alguns servidores já teriam sido dispensados, apesar de ainda não ter sido divulgado uma relação dos exonerados.

Ainda segundo a assessoria de comunicação, apenas em 2011 e neste ano é que a atual gestão teria feito esses cortes na prefeitura, o que estaria relacionado à adequação à Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê um limite de 51% de utilização das contas públicas permitido para as prefeituras. Uma das justificativas dadas para as exonerações é que a prefeitura abriga a Fundação Municipal de Saúde, que também pesa nas contas do município. Quanto aos funcionários exonerados, a assessoria justificou que a prefeitura aceita normalmente aqueles servidores que prefiram continuar trabalhando nos últimos dois meses do ano, mesmo que seja “de graça”, já que em janeiro eles seriam readmitidos.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro