11 de novembro de 2012 às 14h55min - Por Mário Flávio

Mineiros e paulistas já disputam controle político do PSDB
Numa queda de braço entre São Paulo e Minas Gerais, a disputa pelo comando do PSDB já começa a ser discutida pelos dois principais grupos do partido, em uma prévia do embate que será travado pela escolha do candidato tucano à sucessão da presidente Dilma Rousseff. Pelo regimento da sigla, o deputado federal Sérgio Guerra não poderá concorrer à reeleição em maio, o que tem levado paulistas e mineiros a iniciarem as articulações pela hegemonia da legenda. A conquista da direção do partido, na avaliação de líderes tucanos, dá vantagem na linha de largada para a eleição nacional, já que o posto é responsável pela condução do processo de definição do candidato.

Em sua campanha ao Palácio do Planalto, o pré-candidato do PSDB e senador Aécio Neves (MG) tem trabalhado para emplacar um aliado no posto e, assim, garantir o seu favoritismo na disputa interna. Nos bastidores, o tucano tem defendido o atual secretário-geral do PSDB, Rodrigo de Castro, nome que conta também com a simpatia do atual presidente. O mineiro atuou como coordenador da campanha eleitoral do senador em 2010, é considerado um dos fiéis escudeiros do tucano e é tido como membro da nova safra de lideranças do PSDB.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro