4 de novembro de 2016 às 07h13min - Por Mário Flávio

img_4136.jpg

O Supremo Tribunal Federal começou a julgar nesta quinta-feira (03/11), uma ação protocolada pela Rede Sustentabilidade pedindo para que a Suprema Corte decida se réus em ações penais podem ou não assumir a presidência da Câmara dos Deputados, do Senado e do próprio STF.

Na sessão, os ministros Edson Fachin, Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux e Celso de Mello acompanharam o parecer do relator ministro Marco Aurélio favorável ao impedimento de que réus assumam a presidência dos três poderes.

Mesmo com a maioria já formada, seis votos a favor do impedimento, um pedido de vista do ministro Dias Toffoli suspendeu o julgamento por tempo indeterminado para que ele possa examinar melhor o processo.

O julgamento do STF pode obrigar Renan Calheiros a se afastar da Presidência do Senado, caso vire réu em um dos 11 inquéritos de que é alvo no STF.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro