7 de fevereiro de 2014 às 14h39min - Por Mário Flávio

20140129-163433.jpg

Por Ana Rebeca Passos

Os vereadores Neto (PMN), Val de Cachoeira Seca (DEM) e Jadiel Nascimento (Pros) foram intimados a prestar novos esclarecimentos a Polícia Civil nesta sexta-feira (07), mas entraram mudos e saíram calados. Segundo um dos advogados de defesa dos dez vereadores, Emerson Leônidas, eles vão falar apenas na presença do Juiz.

“Eles se reservaram a exercer o direito constitucional de ficar calado na polícia e a prestar depoimento em juízo, isso se chegarem a ser processados. Eu quero deixar bem claro para a sociedade caruaruense, que eles ainda não estão processados, existe apenas uma única denúncia da Operação Ponto Final I, essa outra operação não tem denúncia ainda, o Ministério Público ainda vai se pronunciar e essa primeira denúncia nós ainda vamos fazer um defesa preliminar sobre ela e pode até ser rejeitada. O processo só começa depois de uma segunda decisão do juiz, se vai receber ou não esse processo, a depender da nossa defesa”, disse o advogado.

Para o delegado responsável pelo caso, Erik Lessa, o silêncio adotado pelos três vereadores prejudica o lado da polícia em dar andamento as investigações. “O melhor é que eles prestem os esclarecimentos necessários para elucidação dos fatos, entretanto, a gente respeita a estratégia e a posição deles. Quanto as investigações, muito melhor que tudo que aconteceu efetivamente e venha aos autos para que a gente informe com todo o critério e informações de forma mais rica possível. Fizemos as perguntas e as respostas deles foi que só prestariam depoimento em juízo”, afirmou o delegado.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro