13 de abril de 2020 às 10h13min - Por Mário Flávio

As equipes do SEST SENAT iniciam nesta segunda-feira (13) a terceira semana da mobilização nacional que tem dado suporte aos trabalhadores do transporte em todo o país durante a crise de saúde causada pelo novo coronavírus.

Nas duas primeiras semanas da mobilização nacional, mais de 208 mil trabalhadores do transporte foram atendidos em todo o país. A iniciativa, que começou no dia 27 de março, tem como objetivo principal dar suporte a esses profissionais que precisam continuar atuando neste momento de crise para garantir o abastecimento do país. Até a última quinta-feira (9), o SEST SENAT distribuiu kits de higiene e de alimentação em mais de 300 pontos de rodovias em todo o país.

Agora, na nova fase, a ação contará também com ações itinerantes. Além dos pontos fixos em rodovias, terminais de cargas, postos de combustíveis e portos, as 55 vans do Programa CNT SEST SENAT de Prevenção de Acidentes circularão pelo Brasil e estenderão os atendimentos para os principais locais de atuação dos trabalhadores do transporte, incluindo terminais de passageiros.

“Temos um compromisso social de garantir qualidade de vida a esses profissionais. O SEST SENAT está reavaliando vários dos seus projetos e programas diante do corte de 50% do orçamento anunciado pelo Ministério da Economia como medida emergencial na crise. Mesmo assim, não deixaremos os trabalhadores do nosso setor sem atendimento. Nossa missão é transformar a realidade desses profissionais e estamos trabalhando para isso”, afirma o presidente da CNT e dos Conselhos Nacionais do SEST e do SENAT, Vander Costa.

Durante os atendimentos, os trabalhadores estão sendo orientados sobre os sintomas da covid-19 e recebem instruções sobre como higienizar os veículos e as mãos. As equipes ainda medem a temperatura corporal dos profissionais. Nas duas primeiras semana, 221 trabalhadores tinham sido encaminhados para unidades de saúde devido à identificação de febre associada a outro sintoma da covid-19 (na maioria dos casos, falta de ar). O SEST SENAT tem monitorado esses casos ao longo dos dias para saber se houve evolução dos sintomas. Até quinta-feira, não havia registro de casos de contaminação entre o público atendido.

O SEST SENAT também está distribuindo mais de 32 mil litros de álcool 70% para auxiliar os trabalhadores na higienização das mãos e dos veículos. A mobilização nacional conta com a parceria da PRF, Ministério da Infraestrutura, Ambev, Raizen, Shell, Trizy, Ype, Volvo, ANTT, das concessionárias de rodovias e entidades do setor de transporte.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro