16 de dezembro de 2012 às 13h53min - Por Mário Flávio

Do Jornal O Globo

Em compras com dinheiro público não há pechincha, diz uma máxima conhecida em Brasília. E uma das últimas compras efetuadas pelo Senado é prova disso. No dia 7 deste mês, o Senado comprou de uma empresa de Curitiba 1.500 computadores de uma marca conhecida e amplamente comercializada pelo preço unitário de R$ 2.875. O valor é pelo menos 50% maior que o cobrado em lojas especializadas ou de departamentos. No total, o Senado pagou R$ 4,3 milhões pelas máquinas; e mais outros R$ 73 mil para ter direito a uma garantia estendida por mais 24 meses, além dos 12 meses convencionais já de fábrica.

O equipamento adquirido pelo Senado tem disco rígido de 500 gigas, memória RAM de 8 gigas e sistema operacional Windows 7. O mesmo equipamento é encontrado em lojas por cerca de R$ 1.900. A empresa fornecedora (Positivo) venceu a licitação, na modalidade pregão eletrônico, pelo menor preço. Em 2010, a empresa já havia vencido outra concorrência no Senado, para fornecimento de 2.020 equipamentos, com valor unitário de R$ 2.469.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro