8 de dezembro de 2012 às 09h55min - Por Mário Flávio

Por meio de nota o secretario de Defesa Social, Wilson Damásio, voltou a reafirmar que a violência segue diminuindo em Pernambuco. A nota é uma resposta aos questionamentos dos grupos que defendem o LGBT, que cobram do governo mais ações para diminuir a taxa de homicídios. Segue a íntegra da nota.

NOTA À IMPRENSA

O Secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, vem a público e a bem da verdade, esclarecer a todos os pernambucanos que o nosso Estado há seis anos era campeão da violência e após o lançamento do Pacto pela Vida conseguiu reduzir neste último mês de novembro 14% na taxa de Crimes Violentos Letais Intencionais – CVLI no Estado. Foram registradas 252 vítimas, 38 a menos do que no mesmo período de 2011, que registrou 290 homicídios.

No acumulado do ano, foram 3.009 homicídios no Estado, 227 a menos em relação ao período de janeiro a novembro de 2011, o que representa uma queda da taxa de 8%. Se considerarmos os últimos doze meses, a taxa de CVLI registrada entre dezembro de 2011 e novembro de 2012, chegamos a 36,55% por 100 mil habitantes. Este é o segundo melhor resultado de toda a série histórica (por períodos de 12 meses) e representa uma redução acumulada de 34,8% com relação ao início do Pacto pela Vida, em maio de 2007. Assim, nesses 5 anos e 7 meses de Pacto foram salvas 5.757 vidas.

Em relação ao pedido feito por representantes dos movimentos de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT) e entidades ligadas aos Direitos Humanos, referente à motivação dos homicídios de 30 pessoas, sendo 03 não identificadas nominalmente pelo movimento, as motivações dos crimes, apuradas pela Polícia Civil de Pernambuco, foram: passionais, discussão, interesse financeiro, roubo (latrocínio), entorpecentes/drogas, embriaguez, dentre outros. A SDS esclarece que a demanda do movimento foi devidamente respondida através do Ofício nº 3129-GAB/SDS. Dos 27 casos, 15 já foram remetidos a Justiça com autoria.

O Secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, coloca-se à disposição para qualquer esclarecimento e já solicitou aos representantes das entidades para interagirem junto à Gerência de Análise Criminal e Estatística – GACE, desde o primeiro encontro, onde foram recebidos no Gabinete por Damázio.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro