4 de junho de 2018 às 11h45min - Por Mário Flávio

Teve abertura na noite do último sábado (02) a exposição coletiva Cores da Terra, no galpão da Estação Ferroviária. O projeto foi aprovado pela Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, via edital municipal, e tem coordenação geral e expografia do artista plástico Humberto Botão, proponente do projeto, com apoio da Associação dos Artistas Plásticos de Caruaru (AAPC). A mostra traz uma seleção de obras que possibilita passear por vários momentos da arte. Ao todo são 16 artistas expositores e 31 obras nos suportes de pinturas, esculturas e instalações, com curadoria da recifense Morgana Maria Brandão.

“Essa é uma exposição com uma vasta mistura de cores, talentos e expressões formando uma paleta diversificada e única, mas ao mesmo tempo harmônica, por trazer em uníssono o amor à cidade de Caruaru”, destaca Brandão.

Essa é a primeira vez, em 18 anos, que a mostra é organizada pela própria categoria, possibilitando autonomia e fortalecimento da categoria. “O projeto foi pensado para proporcionar um ambiente que dignifique a obra e o artista, possibilitando uma relação qualitativa obra-artista-visitante. Buscamos oferecer aos artistas locais uma estrutura digna de uma exposição de artes plásticas em qualquer parte do país, que respeite criação e criador”, afirma Humberto Botão.

Além da exposição, o projeto contempla a realização de duas rodas de diálogo e formação. A primeira delas foi realizada na tarde do sábado (02), com moderação da curadora Morgana Brandão, que desenvolveu conversa sobre a arte contemporânea.  A segunda delas, com data a definir, contará com participação de um artesão local, dialogando sobre a cultura caruaruense do barro. Considerando a descentralização dos festejos juninos, o projeto também abarca a ação Pintando o São João, que prevê a intervenção de um artista plástico em um dos polos descentralizado, no dia 24 de junho, retratando o evento.

“Cores da Terra busca contribuir com o fortalecimento, fomento e incentivo da categoria, proporcionando formação e troca de saberes entre artistas. É aberto, também, para qualquer cidadão ou cidadã com interesse no tema, construindo uma cultura de empoderamento e valoração artística”, conclui o coordenador.

Exposição Cores da Terra

Coordenação Geral: Humberto Botão

Curadoria: Morgana Maria Bradão

Produção: Regina Lúcia

Expografia: Humberto Botão

Montagem: Wellington Barros, Josélito Vasconcelos, Marcus Firmo

Fotografia das obras: Wilson filho

Monitores: Wellington Barros, Rose Medeiros, Sâmara Camilla.

Manutenção: Silvânia Maria

Expositores:

Enoque Santos

Glauber Fábio

Hector Luiz

Humberto Botão

J. E Ramos

Jorge Souza

Josélito Vasconcelos

Lammech

Marcio Ferreira

MarcusFirmo

Marluce Barbosa

Michele Giaretta

Petrus Pessoa

Regina Lúcia

Shivo Araújo

Zenilda Bezerra


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro