15 de janeiro de 2021 às 09h55min - Por Mário Flávio
Vacinação contra a gripe Influenza em postos de Drive-Thru, no Lago Norte . Sérgio Lima/Poder360 24.02.2020

O secretário estadual de Saúde, André Longo, comandou, na manhã desta quinta-feira (14), reunião do comitê técnico estadual para acompanhamento da vacinação contra a covid-19.

Entre os pontos acordados pelo comitê, está a priorização da vacina, em um primeiro momento, para os idosos a partir dos 80 anos e aqueles a partir dos 60 que estejam em instituições de longa permanência — como asilos, profissionais de saúde que atuam em UTI em unidade de referência para a covid-19 e populações indígenas aldeadas.

“A priorização de parte do grupo contemplado na primeira fase está sendo acordada prevendo-se que o Ministério da Saúde (MS) não encaminhará na primeira remessa todas as doses para a primeira fase, com 627 mil pernambucanos beneficiados”, frisa a secretaria de Saúde.

De acordo com a secretaria, ainda, na primeira fase, serão contemplados idosos entre 75 e 79 anos e os demais trabalhadores da saúde.

“Estamos aguardando o pronunciamento do Ministério da Saúde quanto ao quantitativo de doses a serem encaminhadas para o Estado para a vacinação deste primeiro grupo prioritário. Reforçamos que, caso recebamos um quantitativo inferior ao grupo prioritário, estaremos estabelecendo novas prioridades até que o Ministério da Saúde consiga entregar todo o quantitativo de doses necessárias”, afirma a superintendente de Imunizações da Secretaria de Saúde de Pernambuco, Ana Catarina de Melo.

“É muito importante que, de fato, os primeiros grupos que serão contemplados realizem a vacinação. Essa é uma medida de controle que nós temos para começar a mudar nossa realidade e tentar voltar à vida normal, mas reforçando que, nesse primeiro momento, nós vamos estar vacinando, mas as pessoas precisam manter a utilização de máscara e o distanciamento social, até porque nós vamos fazer duas doses da vacina”, completa.

Segundo a superintendente, foram encaminhadas, na última terça-feira (12), 1,5 milhão de seringas para todos os municípios pernambucanos iniciarem a campanha e que há mais 2,5 milhões em estoque, além da previsão de receber ainda em janeiro outras 2,8 milhões e da aquisição de mais 7,5 milhões, totalizando 14,2 milhões de unidades.

Ao todo, a campanha de vacinação contra a covid-19 terá quatro fases distintas.

Além das discussões desta quinta, o plano operacional enfatiza a importância das prefeituras “pensarem em ações itinerantes, para chegar a determinados públicos e também em centros de vacinação para a covid-19, centralizando as ações e mantendo as atividades de rotina nas demais unidades”. O plano também destaca o papel da comunicação e a importância da integração com os órgãos de segurança.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro