19 de junho de 2018 às 21h46min - Por Mário Flávio

Do G1

A ministra Rosa Weber, foi eleita presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na noite desta terça-feira. Ela foi eleita por 6 votos a 1, em uma votação secreta em uma urna eletrônica.

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber sucederá o ministro Luiz Fux, que foi eleito em dezembro do ano passado.

O ministro Luís Roberto Barroso foi eleito como novo vice-presidente. As votações no TSE levam em consideração o critério de antiguidade – que é a regra usada na sucessão dos presidentes do órgão.

Rosa Weber assumirá a presidência no dia 14 de agosto. Ela ficará no cargo até o dia 25 de maio de 2020.

Perfil

Nascida em Porto Alegre (RS), a ministra Rosa Weber formou-se na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). Foi juíza do Trabalho de 1976 a 1991. Foi juíza do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região de 1991 a 2006.

Rosa Weber foi ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) a partir de fevereiro de 2006. Tornou-se ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) em 19 de dezembro de 2011.

Ela tomou posse como ministra efetiva do TSE em 24 de maio de 2016. Sua posse como ministra substituta na Corte Eleitoral ocorreu em 12 de junho de 2012.

Composição do TSE

O TSE é formado por, no mínimo, sete ministros. Três ministros são do STF, um dos quais será o presidente da Corte, dois ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ), um dos quais será o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, e dois juristas vindos da classe dos advogados, nomeados pelo presidente da República.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro