25 de janeiro de 2012 às 19h32min - Por Mário Flávio

Em meio a polêmica sobre a presidência do PMDB, Rivaldo Soares, enviou nota e disse que vai lutar para o partido ficar na oposição em 2012. Eis a nota.

Caro Editor, o PMDB continuará oposição em Caruaru e terá candidato a prefeito. O meu nome será levado à Convenção do PMDB em junho próximo, para que os convencionais homologuem ou não minha candidatura. Essa foi a palavra do secretário-geral da Executiva Nacional, deputado Mauro Lopes, quando estive em Brasília no mês de setembro último e essa foi uma determinação da Executiva Nacional, lavrada em ata determinando a “obrigatoriedade” de candidaturas próprias nas cidades acima de 200.000 habitantes. Portanto, não haverá Convenção sem meu nome estar nela. Afinal fui o majoritário do partido nas últimas eleições para deputado federal, em Caruaru.

Tenho muito respeito pelos dirigentes estaduais do meu partido, mas eles são filiados na cidade de Recife e não terão direito a voto na Convenção municipal que escolherá o caminho que o PMDB de Caruaru deverá seguir.

Quem quer que seja o presidente do PMDB de Caruaru , ele será o motorista que levará o partido para onde os convencionais (filiados) ordenarem. Ele sozinho não tem a palavra final do PMDB e sim os filiados e convencionais. Portanto, é bom que essa correção de rumo seja feita: o PMDB só terá um caminho diferente se a Convenção assim decidir. Do contrário, terá candidato a prefeito de Caruaru nas próximas eleições.

Tudo isso que está ocorrendo, com esse vai e vem, só mostra que os interesses desses dois grupos que brigam na Justiça é pelo tempo de guia eleitoral que tem o PMDB e nunca é pelo crescimento do partido.

Um abraço fraternal.

Rivaldo Soares
Membro do Diretório Estadual do PMDB de Pernambuco


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro