6 de maio de 2014 às 15h38min - Por Mário Flávio

DSC_9095 VLADIMIR BARRETO

Por Ana Rebeca Passos

A ouvida do vereador Eduardo Cantarelli (SDD) que aconteceria nesta terça-feira (06), foi suspensa após acordo firmado entre advogados de defesa e Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal. Um dos motivos apresentados pelo presidente da comissão, Ricardo Liberato (PSC), foi que não teriam conseguido notificar o parlamentar a prestar esclarecimentos oficialmente e que Cantarelli teria comparecido por vontade própria na reunião.

“Nós enquanto Comissão de Ética fizemos a procura do vereador para devida notificação. Os funcionários que realizam essa notificação não o encontraram e desta forma ele (Eduardo) veio espontaneamente. A comissão deliberou que fosse marcada uma nova data para que ele venha com as devidas testemunhas para prestarem depoimento”, explicou Ricardo Liberato.

De acordo com um dos advogados de defesa dos dez vereadores, Marcelo Cumarú, suspender a reunião não faz parte das estratégias utilizadas em favor dos parlamentares. “O presidente da comissão verificou a ausência dessa intimação para o interrogatório, diante disso, foi discutido junto a defesa e a comissão uma nova data. A defesa concordou, e na próxima segunda estaremos aqui”, disse o advogado.

A ouvida ficou marcada para a próxima segunda-feira (12) às 9h na Câmara Municipal. Restam serem ouvidos os vereadores Jadiel Nascimento (PROS), o que deve acontecer nesta quarta-feira (07) e Evandro Silva (PMDB), na quinta-feira (08).


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro