29 de janeiro de 2016 às 12h20min - Por Mário Flávio

cmut

Do G1 Caruaru

A terceira reunião para discutir o preço da tarifa de ônibus em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, realizada nesta sexta-feria (29), foi adiada por falta de quórum. Até às 9h15 – horário limite para o início da reunião – não havia conselheiros suficientes. Deveriam estar no mínimo oito conselheiros, mas só estavam sete – outros dois compareceram após o horário estabelecido.

Duas planilhas seriam avaliadas em votação, a da Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transporte (Destra), no valor de R$2,80 e a da Associação das Empresas de Transportes de Passageiros de Caruaru (AETPC), de R$ 3,12. Com o quórum formado após o horário estipulado, os estudantes saíram da sala alegando que caso a reunião continuasse iria de encontro ao regimento do Comut. “O próprio regimento diz que a reunião foi convocada para às 9h e não tinha quórum suficiente, após o tempo limite de quinze minutos. Nos retiramos para não ser a favor desse ato arbitrário”, afirmou Felipe Barros, da União dos Estudantes Secundaristas de Caruaru (Uesc).

Barros disse ainda que a próxima reunião – marcada para 2 de fevereiro, às 15h (horário local) – é ilegal. Segundo ele, “o prazo já foi estipulado, a votação de tarifa termina em janeiro, que acaba domingo (31), então não se tem mais o que discutir sobre tarifa. Acabou a data-base”, disse ao G1. Após sair da reunião, os estudantes seguiram em caminhada para o Marco Zero, no Centro. Eles alegam que vão entrar com uma ação no Ministério Público de Pernambuco (MPPE) contra a reunião de fevereiro.

Ricardo Henrique, presidente do Conselho Municipal de Transportes (Comut) disse que a votação da tarifa será realizada em fevereiro. “A gente cumpriu o regimento e a reunião foi suspensa. A data-base é janeiro, mas [a votação] não foi concluída, então automaticamente a questão será levada para fevereiro”, afirmou Henrique.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro