Reino Unido anuncia que vai contribuir para Fundo Amazônia

Lucas Medeiros - 05.05.2023 às 15:55h
(Imagem: Ricardo Struckert)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu nesta sexta-feira (05) com o primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, em Londres.

No encontro, o primeiro evento da agenda do governo brasileiro antes da coroação do Rei Charles III, Sunak anunciou que o país europeu irá investir no Fundo Amazônia, que financia projetos de recuperação na maior floresta do planeta.

Lula frisou que “o Brasil está em todos os foros internacionais e assumimos o compromisso de zerar o desmatamento até 2030”, e também disse que “os países ricos precisam cumprir os compromissos definidos nas COPs e os países com grandes florestas precisam receber apoio” para preservá-las.

O premiê britânico afirmou que a entrada do Reino Unido no Fundo Amazônia é um “reconhecimento ao trabalho e liderança” do governo brasileiro no tema da preservação ambiental.

Os valores ainda não foram anunciados. Em abril deste ano, os Estados Unidos anunciaram que contribuiriam com US$ 500 milhões (R$ 2,5 bilhões) para o fundo. A Noruega permanece sendo a maior financiadora.

Além disso, o Brasil já é o quarto país que mais recebe recursos do International Climate Finance (ICF), o principal programa britânico para financiamento de projetos na área, com recursos de 260 milhões de libras (cerca de R$ 1,4 bilhão).